A próxima geração de anúncios para dispositivos móveis

By Zoey Tung Artigo Comments Off on A próxima geração de anúncios para dispositivos móveis

  • Share:
57c98f5f57b14-57c98fa9e30a1-980x480

Por Julien Houdayer

Com o crescimento constante do uso de smartphones, algumas marcas buscam ser ágeis, mirando nas campanhas móveis na esperança de conquistar ainda mais consumidores. As marcas que terão sucesso neste espaço – embora os bloqueadores de anúncios tenham aumentado simultaneamente – são aquelas que colocam os usuários individuais no coração e na vanguarda da sua estratégia. A experiência do usuário e o storytelling precisam se adaptar às tendências móveis o mais rápido do que nunca, e isso significa que as marcas devem focar, em primeiro lugar, em um planejamento somente para mobile, e descartar a reciclagem de campanhas existentes de tela maior para adaptar a um smartphone ou tablet.

Os dados móveis permitem aos anunciantes atender as necessidades imediatas de um cliente. É a única mídia que pode conciliar os consumidores entre o on-line e o off-line.

Aqui estão algumas dicas para ajudar os anunciantes e marcas a caminharem lado a lado destes usuários móveis “always-on”.

Aproveite de todo o potencial dos dispositivos móveis: As pessoas não querem consumir o seu conteúdo de forma passiva. As mensagens das marcas devem aproveitar de todas as funcionalidades nativas dos dispositivos móveis. Os usuários querem compromissos ativos, seja por meio de gamificação ou vídeos opt-in. Um anúncio eficaz deve fazer com que os usuários queiram interagir com a peça, como deslizar, inclinar ou jogar. Engajamento significa transformar anúncios em entretenimento, conteúdo e serviço. Os varejistas, por exemplo, podem impactar usuários móveis, permitindo-lhes deslizar e visualizar um produto em 360° e praticamente experimentar um item de vestuário. Anúncios móveis na área automobilística, podem aproveitar da geolocalização e propor um testdrive com o último lançamento disponível no mercado, direcionando o cliente pelo celular a chegar na loja física mais próxima e conhecer o veículo.

Reinventar a arte de contar histórias: Em vez de impactar um usuário com o mesmo anúncio repetidamente, use mensagens sequenciais para continuar a conversa, dependendo de onde o cliente está em sua jornada de compra. Tire proveito da tecnologia DCO (otimização criativa dinâmica), e aprenda com os comportamentos dos usuários para adaptar uma campanha com base em engajamentos.

Existem ferramentas que utilizam o comportamento preditivo e probabilístico para inserir, continuamente, dados contextuais para dispositivos móveis. Por exemplo, a primeira vez que um usuário é exposto a um anúncio, ele pode ter tudo a ver com as características do produto. A segunda vez que o usuário o vê, pode ser anunciado ao lado de avisos meteorológicos em tempo real, notícias locais, famosas marcas no País, e assim por diante.

Personalização em escala: Os anunciantes que terão sucesso nesta era móvel são aqueles que sempre colocam o usuário em primeiro lugar. Os anúncios irrelevantes podem cansar a experiência deste público. Os dispositivos móveis hoje são os aparelhos mais íntimos de um consumidor – e é obrigatório e inteiramente possível para as marcas se comunicarem com os consumidores em uma escala de um para um. Nós temos mais metadados do que nunca, permitindo-nos criar anúncios relevantes que incorporam ambientes contextuais. Promover uma experiência com anúncios irritantes é imperdoável e corre-se o grande risco de a marca facilitar que os consumidores móveis busquem por bloqueadores de anúncios.

A personalização pode ser tão simples como fazer uma versão iOS e Android de criativos móveis. E não se esqueça dos detalhes – as marcas podem facilmente adaptar as campanhas móveis com base na linguagem e localização do usuário.

Buscar a transparência durante toda a jornada do usuário: Para promover uma campanha eficaz, os anunciantes devem ter conhecimento de todas as métricas relevantes para gerar interações criativas in-ad ao longo de toda a ação pós-anúncio. Compreender a jornada completa do usuário para além das métricas básicas de impressões e cliques, permite compreender claramente o consumidor e a eficácia de suas mensagens criativas. O formato HTML5 rapidamente se tornou o mais novo padrão de anúncios criativos, e a linguagem “mobile-friendly” permite que os desenvolvedores façam exposições interativas que anteriormente exigiam do pesado Flash.

Essa linguagem de programação também acompanha impressões, verifica se um anúncio foi totalmente carregado e se os usuários interagiram e chegaram à landing page. O rastreamento da landing page (por meio de tags de script Java ou SDK) é feito em toda a web e Apps, em seguida, permite o entendimento contínuo de toda a jornada do usuário. Este jogo muda à medida que os anunciantes queiram saber se os usuários realmente chegaram à página de destino totalmente carregada, o tempo gasto e às ações realizadas. Ser capaz de controlar o grau de engajamento significa que os anunciantes podem otimizar criativos que trabalham melhor e eliminar gradualmente aqueles que não funcionam! 

Este artigo foi veiculado no portal AdNews.

  • Share: